Páginas

Páginas

26/07/2014

ENTREVISTA - Mari Scotti

Hoje estamos trazendo para vocês uma entrevista super bacana que fizemos com a escritora Mari Scotti (gente ela é uma amorzão de pessoa), a autora de Híbrida - Série Neblina e Escuridão , entre outras maravilhosas obras.

"Paulistana. Nascida em 22 de fevereiro de 1980. Formada em Recursos Humanos pela faculdade das Américas. Aprendeu a amar a literatura desde os dez anos de idade. Apoia sem reservas a literatura Nacional. Já gravou CD, compôs e hoje dedica a maior parte do seu tempo aos personagens. Autora dos livros Híbrida – série Neblina e Escuridão e Insônia, série Nefilins."



  1. O que te motivou escrever suas obras? 
Quando eu era pequena uma professora da quinta série começou a me ensinar a descobrir o que eu gostava de ler. Me apresentou Pedro Bandeira, Ganymedes José, e outros. Eu lia tanto que a biblioteca da escola não deu conta, ai minha mãe me deu um livro que ela estava escrevendo para ler. A partir daí eu sabia que queria ser escritora quando crescesse.  

  1. Você sente mais afeição por uma de suas obras ou é apegada a todas da mesma maneira? 
Eu gosto mais de Híbrida, porque conheço todo o mistério que está por trás de cada coisinha que deixo “jogada” na história. Detalhes que passam despercebido no primeiro livro, serão cruciais no terceiro, por exemplo e eu amo saber disso, pois não confiava muito na minha capacidade de manter o suspense. 

  1. Se baseou em alguém para criar algum personagem? 
Tenho alguns personagens que escrevi para leitores rs. Publicados tenho a antagonista de Híbrida, Heidy que é uma vilã que criei para homenagear a minha melhor leitora na época em que escrevia fanfic. A Heidy era um personagem de uma fanfic chamada “Irresistível” e era boazinha até. Quando decidi que seria encaixada em Híbrida, levei a mesma história de vida dela, mas deixei um pouco mais sombria. Outra personagem é a Gisele que criei para outra leitora de fanfic, porque ela queria cuidar do Milosh. Providenciei uma cena em que ela realmente cuida dele. O nome das personagens são os mesmos das leitoras, exceto sobrenome. 
No meu romance novo tenho cinco ou seis personagens que escrevi para as minhas leitoras betas. Procurei pegar um pouco do jeitinho delas para que se sintam inseridas na trama. Acho legal isso! 
Porém a maioria dos meus personagens se criou sozinho, sem interferência externa. 

  1. Qual reação pretende causar ao leitor? 
Menina, é difícil responder isso. Eu gosto de ver o leitor desesperado por informações. Quem leu meus livros sabe disso. Eu dou e tiro informações o tempo todo durante a trama e ainda finalizo a história para deixar aquele sentimento de “preciso de mais” ou “o que vai acontecer agora?”. Isso no caso das séries. Em livro individual eu deixo também esse suspense sobre o que virá, mas gosto de saber que o leitor torce pelo personagem, pra que ele aprenda com seus erros e amadureça.  
Gosto também de saber que ensino algo ao leitor através das minhas histórias. Então pretendo faze-los pensar.  

  1. Como você lida com as críticas? 
Não muito bem, apesar de estar aprendendo. Fico chateada, principalmente quando são infundadas. Quando sei que a pessoa não leu a história de verdade, só passou o olho ou se deixou influenciar por criticas de outros. Híbrida é um livro introdutório e a sinopse já conta a premissa do primeiro volume, que é uma garota em busca do seu passado, do motivo que não se tornou um lobisomem ainda. O depois disso não é promessa para aquele volume e muitos reclamam disso. E fico triste. Critica fundamentada no gosto pessoal e não na realidade da história, me entristece também, mas entendo e aceito todas elas sem reclamar. 
Só reclamo mesmo quando a pessoa me fala que amou o livro e depois faz uma resenha dizendo que a história é um horror. Já discuti com algumas pessoas por isso, por mentir porque estavam na minha frente e depois “acabarem” com o livro na resenha. Não por criticar, mas por mentir pra mim. Não preciso que elevem meu ego, a sinceridade é o mais importante, mesmo que magoe. Só assim serei uma pessoa melhor e uma escritora melhor.  


  1. Tem algum personagem preferido? 
Tenho. Em cada livro existe um, e cada livro quer dizer, cada livro das séries. Em Híbrida amo de paixão o Milosh. Em Guardião o Jacó. Em Rainha é o Tomás e em Reino continua sendo o Tomás rs. Mas o Milosh continua sendo o queridinho da série toda. Na série Nefilins eu amo o Arthur, porque sei tudo o que ele fez e faz pela Suzanna, até o que está escondido do leitor. 


  1. Você teve/têm o apoio das pessoas que estão perto de você? 
Tenho! Minha família é incrível! Quando contei que estava escrevendo e que um dos livros era de vampiros, fiquei com medo que me condenassem, pois somos evangélicos, mas eles apoiaram e apoiam muito. Agora o problema é que tem um tanto de sensualidade demais na série e mesmo assim, continuam apoiando. Sou muito feliz com a família que Deus me deu.  
Meu pastor também abençoou minha escolha de carreira e até foi uma das testemunhas na hora de assinar meu contrato com a Novo Século. Outro fofo *-* . 
No meu trabalho todos me apoiam, até me deixam quietinha quando percebem que estou escrevendo (isso quando não tem serviço, não sou relaxada com meu trabalho rs). 

  1. Tem muitos projetos em mente? 
Muitos. Muitos mesmo! Sempre que começo a finalizar um livro outra história se inicia, é como se os personagens estivessem dormindo, esperando uma brechinha para despertar em meus pensamentos. 
Quero finalizar as séries e começar a me dedicar aos livros individuais. Tenho alguns romances finalizados ou em fase de término, distopias e outros livros sobrenaturais também.  
E tenho um projeto que quero colocar em prática em 2015, que é voltado para eventos. Ainda estou trabalhando nas ideias, e assim que for viável começo a colocar em prática e a divulgar.  

  1. Qual a sensação de ver que as pessoas admiram seu trabalho? 
Fico tímida com elogios e geralmente só agradeço e dou risada. Mas é incrível saber que a maioria lê, gosta e pede mais. Que existem pessoas que estão desesperadas para ler as continuações das séries e outras que leem qualquer coisa que eu escrevo. É estranho e gratificante ao mesmo tempo.  
Esses dias tive uma leitora que falou que leria qualquer coisa que eu escrevesse, até em papel de pão! Cheguei a chorar, pois não esperava tanta confiança e carinho. Serei sempre agradecida por existirem pessoas que acreditam no meu talento. 

  1. Quais os momentos em que você se sente mais inspirada e apta a escrever? 
Puts, na hora que estou trabalhando. Meu chefe deve ficar doido da vida comigo, mas é chegar no serviço, meu cérebro desenrola. Às vezes passo a noite toda na frente do notebook e não consigo escrever uma linha. No dia seguinte, sento na frente do computador da empresa e BUM, vem tudo. 
Quando estou sozinha de madrugada também, se me concentro bem, consigo escrever. 

  1. Mensagem final da escritora.
Primeiro que agradecer a oportunidade e pedir desculpas pela demora em responder a entrevista. A correria para a Semana do Livro Nacional e a bienal encurtaram bastante o meu tempo. Segundo: obrigada você que leu a entrevista até aqui. Saiba que sonhos são lindos e nos motivam demais para a vida, mas para alcança-los é necessário enfrentar os medos, as adversidades, os pessimistas e as vezes até a família, o não desistir é que faz de nós vencedores. Então desejo a todos realizações e que não desistam. Um beijo no coração! Mari Scotti 



Contatos: mari.scotti@hotmail.com
Twitter: @_mariscotti
Facebook: mariscotti2
Site: www.mariscotti.blogspot.com.br




6 comentários:

  1. Muito legal a entrevista, ela é super querida!
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é sim, ela é 10 !!
      Haha,

      Beijos~

      Excluir
  2. Ameiii dar a entrevista! Obrigada pelo espaço e apoio Joice! Sucesso ao blog. Beijocas Mari Scotti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós que agradecemos,
      muito sucesso como escritora para ti Mari,

      beijoos~

      Excluir
  3. Adorei a entrevista. Que legal! Vou dar uma olhada nos livros da autora (que por sinal é muito querida).

    Beijos,
    wesaysomething.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim ela é um amorzão de pessoa, logo mais estarei postando resenha de Híbrida, mas super te recomendo ler as obras dela.
      Beijos~

      Excluir